O CAMI apoiou nas últimas semanas os povos indígenas brasileiros que residem no interior do Estado de São Paulo. Foram ofertadas cestas básicas, kits de limpeza e higiene para diversas famílias de diferentes grupos étnicos como Pataxó, Pankararu entre outros. Tamikuã, representante dos grupos fez um vídeo de agradecimento às doações.

"Este apoio é fundamental para os povos originários, neste momento em que a solidariedade é importante, muitos passam adversidades por conta dos efeitos econômicos causados pela pandemia da Covid-19 entre outras situações sociais", destaca a agente social do CAMI, Ruth Callisaya, indígena boliviana do grupo étnico Aymara.

#imigrantes #solidariedade #direitoshumanos #povosindígenas #povosoriginários
... Ver maisVeja menos

O CAMI com o apoio da ENEL irá ofertar cursos online de português e modelagem, preferencialmente para os imigrantes residentes na cidade de Carapicuíba. As inscrições serão pelo seguinte telefone: (11) 96525-7454. O início das aulas será no dia 03/10/2020.

Participe!!!

#imigrantes #refugiados #solidariedade #direitoshumanos
... Ver maisVeja menos

O CAMI com o apoio da ENEL irá ofertar cursos online de português e modelagem, preferencialmente para os imigrantes residentes na cidade de Carapicuíba. As inscrições serão pelo seguinte telefone: (11) 96525-7454. O início das aulas será no dia 03/10/2020.Participe!!!#imigrantes #refugiados #solidariedade #direitoshumanos

 

Comente no Facebook

Cómo puedo participar para curso de modelagem ?

Do guarulhos ainda não né

Curso de português em Brás Tem?

Curso portugues Estou por mooca....

Para a live desta semana o MigraMundo recebe Roque Patussi, coordenador do CAMI (Centro de Apoio e Pastoral do Migrante), para falar sobre ações em prol do trabalho decente junto às comunidades migrantes em São Paulo e região metropolitana.

www.facebook.com/watch/?v=378591273148906&extid=rVae3DZU7WRVexes

MigraMundo
Para a live desta semana o MigraMundo recebe Roque Patussi, coordenador do CAMI (Centro de Apoio e Pastoral do Migrante), para falar sobre ações em prol do trabalho decente junto às comunidades migrantes em São Paulo e região metropolitana.
... Ver maisVeja menos

 

Comente no Facebook

Bravo Roque

O CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante agradece ao Coletivo Sartasiñani, projeto composto por costureiras imigrantes residentes na cidade de São Paulo, pelas doações dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI's) que têm colaborado na segurança sanitária por conta da pandemia da Covid-19. Os equipamentos estão de acordo com as normas técnicas e contém aventais entre outros itens necessários para o trabalho cotidiano.

"O que eu posso testemunhar é que não existiria o Tramando Junt@s e nem o Coletivo Sartasiñani sem o trabalho de acolhimento e apoio às comunidades de imigrantes. Fiquei muito feliz em doar os aventais, pois para mim é um gesto de reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo CAMI ao longo destes anos", destaca Sérgio Mileto do Coletivo Sartasiñani.

#imigrantes #refugiados #solidariedade #direitoshumanos
... Ver maisVeja menos

No último fim de semana, uma ação social do CAMI foi realizada no Bairro da Penha, zona leste de São Paulo. A atividade contou com a distribuição de cestas básicas e kits de higiene, orientações à regularização migratória no que tange à documentação para a 1ª ou 2ª via do Registro Nacional Migratório (RNM) e outras situações. Houve também instruções de prevenção à Covid-19 e outras questões no âmbito da saúde das mulheres, além de informações sobre os serviços ofertados gratuitamente pela instituição como o curso de português e modelagem.

Os agentes sociais bolivianos, Hilsen Herrera, Angélica e Fernando estiveram a frente da atividade que contemplou dezenas de famílias imigrantes da região.

#imigrantes #direitoshumanos #solidariedade
... Ver maisVeja menos

 

Comente no Facebook

Parabéns ajuda muito nois🙌

Nesta próxima quinta-feira (24) às 20h, Roque Pattussi, coordenador do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante estará na live promovida pelo MigraMundo, cujo tema será "A promoção do trabalho decente e da dignidade da população imigrante".

Acompanhe no link abaixo:
www.facebook.com/blogmigramundo
... Ver maisVeja menos

Nesta próxima quinta-feira (24) às 20h, Roque Pattussi, coordenador do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante estará na live promovida pelo MigraMundo, cujo tema será A promoção do trabalho decente e da dignidade da população imigrante.Acompanhe no link abaixo:
https://www.facebook.com/blogmigramundo

 

Comente no Facebook

Valeu Senhor por ajudar os Imigrantes da mãe gentil !!!

🙌♥️

+ Ver mais comentários

A ENEL SP, parceira do CAMI ao longo deste ano de 2020, está com o Projeto PlayEnergy. Trata-se de uma competição organizada para apresentar a economia circular aos jovens de 7 a 18 anos, tendo como objetivo estimular a criatividade e o raciocínio científico, por meio dos valores de sustentabilidade, inovação e uso sensato da energia.

Participe!!!

As inscrições estarão abertas até o dia 13/10/2020

Para se inscrever clique no link abaixo:
playenergy.enel.com/brasil
... Ver maisVeja menos

A ENEL SP, parceira do CAMI ao longo deste ano de 2020, está com o Projeto PlayEnergy. Trata-se de uma competição organizada para apresentar a economia circular aos jovens de 7 a 18 anos, tendo como objetivo estimular a criatividade e o raciocínio científico, por meio dos valores de sustentabilidade, inovação e uso sensato da energia.Participe!!!As inscrições estarão abertas até o dia 13/10/2020Para se inscrever clique no link abaixo:
https://playenergy.enel.com/brasilImage attachmentImage attachment

1 semana atrás

CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante

... Ver maisVeja menos

"Mudar é difícil, mas não é impossível", esta é uma das grandes frases de Paulo Freire, grande educador reconhecido no mundo e patrono da educação brasileira. Em comemoração a preparação ao seu centenário (1921-2021) que acontecerá no próximo ano, no último sábado (19), data do seu aniverário em que completaria 99 anos, nos unimos as demais instituições que homenagearam o grande mestre. As mudanças são difíceis mas não são impossíveis, por isso atuamos ao longo dos anos baseados nos ensinamentos de Paulo Freire, na busca de um mundo pelo fim do racismo e da xenofobia, contra a discriminação por conta do gênero e todas as formas de preconceito.

É possível mudarmos e nos unir num coro único, com as diversas pautas, sobretudo, dos mais de 4 milhões de brasileiros que estão nos outros países e dos mais de 1 milhão de imigrantes que estão no Brasil, e garantir que todos sejam Livres com Direitos, em Qualquer Lugar do Mundo.

Paulo Freire, vive!!!

#imigrantes #refugiados #solidariedade #paulofreire #livrescomdireitos #direitoshumanos
... Ver maisVeja menos

 

Comente no Facebook

Sempre os melhores

Parabéns CAMI

Moda sustentável para Refugiados e Imigrantes

♻ O SEBRAE-SP em parceria com o CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante, Instituto CCP, Instituto Center Norte, Senai e PLANETA AMÉRICA LATINA, tem o objetivo de capacitar REFUGIADOS e IMIGRANTES em situação de vulnerabilidade social do SETOR TÊXTIL para inclusão produtiva e geração de renda.

📍 SOMENTE PARA IMIGRANTES E REFUGIADOS DO SETOR TÊXTIL QUE TENHAM ENTENDIMENTO DO PORTUGUÊS E TRABALHEM COM OFICINA DE COSTURA

📌 1º fase - Capacitação empreendedora com 10h de capacitação online, ao vivo e GRATUITA, nos temas:
✅ Empreendedorismo (2h);
✅ Marketing e Micro Cooperativa familiar (2h);
✅ Finanças e Bancarização (2h);
✅ Sua ideia de negócio (2h);
✅ Formalização do MEI (2h).

⏰ 14:00 – 16:00 (horário de Brasília) - 21 até 25 de Setembro

📣 O link de acesso será enviado no grupo do WhatsApp e por e-mail para todos os inscritos um dia antes do início da capacitação. É necessário participar de todos os temas para receber o certificado e os materiais das capacitações.

💰Para quem é de São Paulo poderá pleitear uma linha de crédito a juro zero ou com taxas diferenciadas do mercado, que ajudarão na abertura ou melhoria do negócio.

📌 Após a participação da 1º fase serão selecionados 32 empreendedores de São Paulo-SP que participarão das próximas fases com 215h de capacitação presencial em São Paulo sobre o negócio e técnico da moda aplicados pelo SEBRAE-SP e SENAI-Brás. Sem previsão de início.

👉 INSCRIÇÃO: forms.gle/WqyCCdK4FrjER19D8

Dúvidas entrar em contato com:
Ana Carolina Bernardi - WhatsApp: (11) 99006-0822 | anacarolinaba@sebraesp.com.br
Debora de Paula - WhatsApp: (11) 2368-0855 | deborapr@sebraesp.com.br

Fique por dentro das novidades no grupo do Facebook: www.facebook.com/groups/empreendedorismopararefugiadoseimigrantes
... Ver maisVeja menos

Moda sustentável para Refugiados e Imigrantes♻ O SEBRAE-SP em parceria com o CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante, Instituto CCP, Instituto Center Norte, Senai e PLANETA AMÉRICA LATINA, tem o objetivo de capacitar REFUGIADOS e IMIGRANTES em situação de vulnerabilidade social do SETOR TÊXTIL para inclusão produtiva e geração de renda.📍 SOMENTE PARA IMIGRANTES E REFUGIADOS DO SETOR TÊXTIL QUE TENHAM ENTENDIMENTO DO PORTUGUÊS E TRABALHEM COM OFICINA DE COSTURA📌 1º fase - Capacitação empreendedora com 10h de capacitação online, ao vivo e GRATUITA, nos temas:
✅ Empreendedorismo (2h);
✅ Marketing e Micro Cooperativa familiar (2h);
✅ Finanças e Bancarização (2h);
✅ Sua ideia de negócio (2h);
✅ Formalização do MEI (2h).⏰ 14:00 – 16:00 (horário de Brasília) - 21 até 25 de Setembro📣  O link de acesso será enviado no grupo do WhatsApp e por e-mail para todos os inscritos um dia antes do início da capacitação. É necessário participar de todos os temas para receber o certificado e os materiais das capacitações.💰Para quem é de São Paulo poderá pleitear uma linha de crédito a juro zero ou com taxas diferenciadas do mercado, que ajudarão na abertura ou melhoria do negócio.📌 Após a participação da 1º fase serão selecionados 32 empreendedores de São Paulo-SP que participarão das próximas fases com 215h de capacitação presencial em São Paulo sobre o negócio e técnico da moda aplicados pelo SEBRAE-SP e SENAI-Brás. Sem previsão de início.👉 INSCRIÇÃO: https://forms.gle/WqyCCdK4FrjER19D8Dúvidas entrar em contato com:
Ana Carolina Bernardi - WhatsApp: (11) 99006-0822 | anacarolinaba@sebraesp.com.br
Debora de Paula - WhatsApp: (11) 2368-0855 | deborapr@sebraesp.com.brFique por dentro das novidades no grupo do Facebook: https://www.facebook.com/groups/empreendedorismopararefugiadoseimigrantes

CAMI agradece a rede de apoio solidário nestes 6 meses

Há exatos 6 meses, no dia 18 de março deste ano, o CAMI paralisou presencialmente as suas atividades, dada a emergência da situação provocada pela pandemia do novo coronavírus. Desde então, ações emergenciais foram criadas com o distribuição de cestas básicas, kits de higiene e de limpeza, distribuídos para diversas famílias de imigrantes e refugiados de diversas nacionalidades: angolanos, argentinos, bolivianos, camaroneses, chilenos, colombianos, congoleses, cubanos, haitianos, malianos, nigerianos, paraguaios, peruanos, senegaleses, venezuelanos, entre outros, residentes na cidade de São Paulo, Carapicuíba, Guarulhos e outras regiões. A instituição também realizou parcerias com grupos importantes no início da pandemia entre outros presentes na metrópole.

A pandemia do Covid-19 provocou mudanças no cotidiano da população mundial. Atento a esta problemática, o CAMI, desde janeiro, ofertou para sua equipe de agentes sociais das rodas de conversa com mulheres imigrantes, visitas às oficinas de costura e cursos profissionalizantes, ações presentes em mais de 13 bairros da capital e grande São Paulo, formação de prevenção e os cuidados com o novo coronavírus, promovidos por médicos imigrantes que se voluntariaram frente a situação. A instituição ofertou de forma remota e presencial os serviços gratuitos como assistência social, orientações jurídicas e regularização migratória, que inclusive, realizou mutirões junto à população.

Neste contexto, a instituição firmou parcerias com organizações importantes e atua na incidência nos órgãos colegiados que participa, de forma que o Poder Público possa dar respostas à complexidade das diversas situações existentes.

O CAMI agradece todo o apoio que tem recebido nestes meses por parte dos diversos doadores, colaboradores, apoiadores, voluntários, parceiros, profissionais de diversas áreas que acreditam num mundo mais igualitário e que juntos fazem a diferença neste momento em que muitos precisam de suporte. Toda solidariedade é importante! Muito obrigado à todas e todos!!! ❤👏🏽👏🏿😃

#imigrantes #refugiados #solidariedade #dieitoshumanos
... Ver maisVeja menos

CAMI agradece a rede de apoio solidário nestes 6 mesesHá exatos 6 meses, no dia 18 de março deste ano, o CAMI paralisou presencialmente as suas atividades, dada a emergência da situação provocada pela pandemia do novo coronavírus. Desde então, ações emergenciais foram criadas com o distribuição de cestas básicas, kits de higiene e de limpeza, distribuídos para diversas famílias de imigrantes e refugiados de diversas nacionalidades: angolanos, argentinos, bolivianos, camaroneses, chilenos, colombianos, congoleses, cubanos, haitianos, malianos, nigerianos, paraguaios, peruanos, senegaleses, venezuelanos, entre outros, residentes na cidade de São Paulo, Carapicuíba, Guarulhos e outras regiões. A instituição também realizou parcerias com grupos importantes no início da pandemia entre outros presentes na metrópole.A pandemia do Covid-19 provocou mudanças no cotidiano da população mundial. Atento a esta problemática, o CAMI, desde janeiro, ofertou para sua equipe de agentes sociais das rodas de conversa com mulheres imigrantes, visitas às oficinas de costura e cursos profissionalizantes, ações presentes em mais de 13 bairros da capital e grande São Paulo, formação de prevenção e os cuidados com o novo coronavírus, promovidos por médicos imigrantes que se voluntariaram frente a situação. A instituição ofertou de forma remota e presencial os serviços gratuitos como assistência social, orientações jurídicas e regularização migratória, que inclusive, realizou mutirões junto à população.Neste contexto, a instituição firmou parcerias com organizações importantes e atua na incidência nos órgãos colegiados que participa, de forma que o Poder Público possa dar respostas à complexidade das diversas situações existentes.O CAMI agradece todo o apoio que tem recebido nestes meses por parte dos diversos doadores, colaboradores, apoiadores, voluntários, parceiros, profissionais de diversas áreas que acreditam num mundo mais igualitário e que juntos fazem a diferença neste momento em que muitos precisam de suporte. Toda solidariedade é importante! Muito obrigado à todas e todos!!! ❤👏🏽👏🏿😃#imigrantes #refugiados #solidariedade #dieitoshumanos

 

Comente no Facebook

Parabéns

Um orgulho vestir a camisa de está instituição CAMI ajuda e apoio aos imigrantes

Gratidão! ❤️

Felicitações CAMI, lindo trabalho

Gratidão x sua ajudá..

💪👊

Parabéns 👏👏👏👏👏🙏🙏🙏🙏👏

Sempre com muito carinho e amor e dedicação a todos que precisa de um apoio em este momento Tam delicado que passamos Eu sou grata por ter conhecido. Vocês pessoas maravilhosas 💪💪💪🇧🇴🇧🇷❤️💛💚🇧🇷🇧🇴

+ Ver mais comentários

No último fim de semana, uma ação social do CAMI foi realizada no Bairro da Casa Verde, zona norte de São Paulo, num espaço comunitário da região. A atividade contou com a distribuição de cestas básicas e kits de higiene, orientações à regularização migratória, prevenção à Covid-19 e outras serviços ofertados gratuitamente pela instituição.

Os agentes sociais bolivianos, Hilsen Herrera e Freddy Ignácio Cano estiveram a frente da atividade que contemplou dezenas de famílias imigrantes da região.

#imigrantes #direitoshumanos #solidariedade
... Ver maisVeja menos

 

Comente no Facebook

Muito bom parabéns

Foi lançado no último dia 11 deste mês o Guia de Fontes do Brasil de Direitos, que informa sobre a atuação de mais de 50 organizações sociais de todo o país, no qual o CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante está presente. O objetivo é contribuir para a diversificação de vozes na imprensa nacional, que sejam mais plurais.

Foram reunidas informações sobre organizações de defesa de direitos humanos — grupos atuantes no Brasil inteiro, e seus dados de contato, no caso, projetos apoiados pelo Fundo Brasil, no qual o CAMI é contemplado.

Veja o guia:
www.brasildedireitos.org.br/guiadefontes

Veja a matéria completa no Brasil de Direitos:
www.brasildedireitos.org.br/noticias/644-guia-de-fontes

#direitoshumanos #guiadefontes
... Ver maisVeja menos

Foi lançado no último dia 11 deste mês o Guia de Fontes do Brasil de Direitos, que informa sobre a atuação de mais de 50 organizações sociais de todo o país, no qual o CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante está presente. O objetivo é contribuir para a diversificação de vozes na imprensa nacional, que sejam mais plurais.Foram reunidas  informações sobre organizações de defesa de direitos humanos — grupos atuantes no Brasil inteiro, e seus dados de contato, no caso, projetos apoiados pelo Fundo Brasil, no qual o CAMI é contemplado.Veja o guia:
https://www.brasildedireitos.org.br/guiadefontesVeja a matéria completa no Brasil de Direitos:
https://www.brasildedireitos.org.br/noticias/644-guia-de-fontes#direitoshumanos #guiadefontes

CAMI atua na cidade de Carapicuíba

No último sábado (12/09) teve início mais um projeto do CAMI na cidade de Carapicuíba (Grande São Paulo) que conta com apoio da empresa de distribuição de energia elétrica, ENEL. A instituição já atua na região ao longo desses anos por meio das rodas de conversa com mulheres, cujo objetivo é de empoderá-las e que conheçam os seus direitos frente às dificuldades do dia a dia.

Mais de 100 imigrantes que residem na região participaram da atividade que contou com um mutirão sobre regularização migratória e distribuição de cestas básicas para a população que reside na região. Também houve informações com a ENEL no âmbito do projeto "Luz Solidária" referente a troca de lâmpadas fluorescentes para descontos na conta de luz, além de outras atividades direcionadas aos imigrantes.

"Esta ação é importante, pois em Carapicuíba há uma grande presença de imigrantes, em grande parte de bolivianos. Estarmos aqui é fundamental para orientarmos todas e todos sobre como potencializar seus direitos no Brasil", destaca Carla Aguilar, assistente social do CAMI.

#imigrantes #solidariedade #direitoshumanos #refugiados
... Ver maisVeja menos

 

Comente no Facebook

Parabéns pelo trabalho maravilhoso que todos vocês faz com tanta dedicação e especial amor com a os imigrantes 💪💪👏👏👏

Muito importante isso para eles imigrantes ... Antes muito via pessoas ajudando no projeto . hoje não vejo mais ninguém. Divulgando .... Mesmo assim vcs estão em pé .... Agradeço por outrem .... Tbm estou sendo imigrante Num país racista e tbm sendo ajudada por uma ONG.... Parabéns que Deus abençoe grandemente o trabalho de vcs e q mais pessoas possam ajudar

Parabéns! !!! Fruto de muito trabalho sério.

Fiquei triste por no saber para poder asistir

👏👏👏 parabéns

Parabéns

Parabéns

Parabéns

+ Ver mais comentários

Hoje (10/09) às 19h, a socióloga peruana Isabel Torres que atua na regularização migratória do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante e Conselheira Municipal de Imigrantes de São Paulo, participará junto de outros profissionais que atuam na área, da live promovida pelo Foro Social Américas de las Migraciones 2020 - Eixo 4 - Migração e o Direito à Cidade.

Acompanhe às 19h no link abaixo:

www.facebook.com/Foro-Social-Americas-de-las-Migraciones-2020-107164491090638/
... Ver maisVeja menos

Hoje (10/09) às 19h, a socióloga peruana Isabel Torres que atua na regularização migratória do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante e Conselheira Municipal de Imigrantes de São Paulo, participará junto de outros profissionais que atuam na área, da live promovida pelo Foro Social Américas de las Migraciones 2020 - Eixo 4 - Migração e o Direito à Cidade.Acompanhe às 19h no link abaixo:https://www.facebook.com/Foro-Social-Americas-de-las-Migraciones-2020-107164491090638/

Hoje (10/09) às 18h, Neli Anjos, coordenadora de projetos do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante participará da live promovida pela Poli Social, formada por alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), parceira do CAMI ao longo deste ano.

O evento contará também com a presença de William Laureano, assistente sênior do ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados).

Ainda não se inscreveu? Calma que ainda tem tempo, entre no link e não perca essa oportunidade: bit.ly/IVsemanasocial
... Ver maisVeja menos

Hoje (10/09) às 18h, Neli Anjos, coordenadora de projetos do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante participará da live promovida pela Poli Social, formada por alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), parceira do CAMI ao longo deste ano.O evento contará também com a presença de William Laureano, assistente sênior do ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados).Ainda não se inscreveu? Calma que ainda tem tempo, entre no link e não perca essa oportunidade: bit.ly/IVsemanasocial

CAMI recebe doações do MST

No dia 7 de setembro, feriado que marca a Independência do Brasil, e DIA DO GRITO DOS EXCLUÍDOS, o CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante novamente recebeu doações de alimentos orgânicos produzidos pelo MST - Movimento dos Trabalhadores Sem Terra. A ação foi realizada em São Paulo e contou com a presença do coordenador da instituição, Roque Pattussi. No mês de maio deste ano, o CAMI foi agraciado com doações do MST que contemplou diversas famílias de imigrantes e refugiados por conta do contexto da pandemia da Covid-19 e as dificuldades econômicas provocadas por esta situação.

"Agradecemos ao MST por mais essa doação de alimentos orgânicos que irá ajudar famílias de imigrantes e refugiados de diversas nacionalidades. Muito obrigado pelo gesto humanitário!", Roque Pattussi, coordenador do CAMI.

#imigrantes #refugiados #direitoshumanos #solidariedade
... Ver maisVeja menos

Hoje (08/09) às 18h, a congolesa Claudine Shindany, que atua na regularização migratória do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante participará da live promovida pela Poli Social, formada por alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), parceira do CAMI ao longo deste ano.

Claudine estará junto de outros 2 convidados de outras nacionalidades, com a mediação de Lilian Bernardes.

- Abdulbaset Jarour, refugiado sírio Vice presidente da ONG PDMIG, Embaixador do instituto Educação Sem Fronteiras. palestrante, produtor de projetos sociais e ativista da causa migratória e dos direitos humanos

- Yoleida Salinas, refugiada venezuelana interiorizada para Belo Horizonte.

📌📌É necessário inscrição para o evento no link abaixo:

www.sympla.com.br/semana-social---refugiados__928308 📌📌

#imigrantes #refugiados #solidariedade #direitoshumanos #regularizaçaomigratória
... Ver maisVeja menos

Hoje (08/09) às 18h, a congolesa Claudine Shindany, que atua na regularização migratória do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante participará da live promovida pela Poli Social, formada por alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), parceira do CAMI ao longo deste ano.Claudine estará junto de outros 2 convidados de outras nacionalidades, com a mediação de Lilian Bernardes.- Abdulbaset Jarour, refugiado sírio Vice presidente da ONG PDMIG, Embaixador do instituto Educação Sem Fronteiras. palestrante, produtor de projetos sociais e ativista da causa migratória e dos direitos humanos- Yoleida Salinas, refugiada venezuelana interiorizada para Belo Horizonte.📌📌É necessário inscrição para o evento no link abaixo:https://www.sympla.com.br/semana-social---refugiados__928308  📌📌#imigrantes #refugiados #solidariedade #direitoshumanos #regularizaçaomigratória

A congolesa Claudine Shindany que atua no setor de regularização migratória do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante, participou no último domingo (06/09) do ato pelo fim do genocídio na República Democrática do Congo, convocado pelo coletivo A Voz do Congo e que reuniu dezenas dezenas de ativistas congoleses e apoiadores brasileiros e de outros países no Largo da Batata, em São Paulo. Além de organizar o evento junto de outros congoleses, Claudine fez um testemunho sobre o conflito e também realizou uma interpretação sobre a difícil realidade das mulheres e crianças afetadas pelo conflito.

Por conta do conflito, mais de 6 milhões de pessoas morreram nas últimas décadas. Muitos congoleses tiveram que se refugiar em outros países, como o Brasil para reconstruírem suas vidas. Há diversos fatores envolvidos para o conflito como o histórico da colonização europeia, geopolítica internacional, política interna, além da exploração de minérios que servem para a produção de aparelhos eletrônicos.

"No meu país a guerra não tem fim. Temos um genocídio na República Democrática do Congo, especialmente no leste do país, que matou em 20 anos mais de 6 milhões de pessoas. Isso tem que parar. Muitas mulheres são violadas a todo instante. O mundo tem que se solidarizar. Pedimos Paz e Justiça!", destaca Claudine Shindany do CAMI.

Para a peruana Isabel Torres, que trabalha junto com Claudine na regularização migratória do CAMI e que acompanhou o ato, "Consegui entender mais profundamente a realidade do povo do Congo, através de estudos, e contato com eles, mas uma vez foi uma experiência marcante, no largo da Batata, aonde se reuniam um povo africano, congolês que gritavam por paz, respeito, e justiça, especialmente as mulheres pedindo não à violência de mulheres, que não somos mercadorias, não ao estupro, não ao genocídio. Vejo um povo forte, resistente, sempre na luta. Só posso dizer que estou solidária e reconheço a sua identidade e luta".

#refugiados #direitoshumanos #paz #blacklivesmatter #vidasnegrasimpotam #solidariedade #republicademocraticadocongo #justiça
... Ver maisVeja menos

 

Comente no Facebook

Lindo e importante ato!

CAMI irá palestrar em Evento na USP

Na próxima semana, a Poli Social, formada por alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), parceira do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante ao longo deste ano, promoverá a IV Semana Social - Refugiados.

O evento será realizado entre os dias 8 e 11 de setembro, ocorrerão diversas atividades com o intuito de disseminar informação e gerar conscientização para a sociedade sobre o assunto.

O CAMI estará presente em duas mesas, representadas pela congolesa Claudine Shindany da regularização migratória e Neli Anjos, coordenadora de projetos.

📌📌É necessário inscrição para todos os eventos no link abaixo:
www.sympla.com.br/semana-social---refugiados__928308 📌📌

Página do Evento
www.facebook.com/events/s/iv-semana-social-refugiados/336527287377396/?ti=as

-----------------------------------------------------------

Veja a Programação

Terça-feira (08/09)
► Mesa Redonda - Histórias de refúgio
Nesse dia, conheceremos quatro trajetórias diferentes de refugiados que residem no Brasil, bem como discutiremos o cenário atual de deslocamentos forçados, latentes em inúmeros países.

Participantes:
- Claudine Shindany, refugiada, oriunda da República Democrática do Congo, jornalista e profissional que atua no CAMI (Centro de Apoio e Pastoral do Migrante).
- Abdulbaset Jarour, refugiado sírio palestrante, produtor de projetos sociais e ativista da causa migratória e dos direitos humanos.
- Yoleida Salinas, refugiada venezuelana interiorizada para Belo Horizonte, e sua acolhedora, da ONG Refúgio 343, Lilian Bernardes.
Local: Zoom (link a ser enviado por e-mail aos inscritos)
Horário: 18h às 19h30

Quarta-feira (09/09)
► Workshop - Caligrafia Árabe
Nesse Workshop, aprenderemos alguns elementos básicos da língua árabe através da cultura e de uma metodologia moderna de ensino com o professor Mohamad Alsaheb, que veio de Damasco, Síria, para São Paulo em 2015 e faz parte do Centro da Língua Árabe.
Local: Zoom (link a ser enviado por e-mail aos inscritos)
Horário: 17h às 18h30
*Possui vagas limitadas.

Quinta-feira (10/09)
► Live - Receita de arepas venezuelanas
Durante a transmissão ao vivo, o casal de cozinheiros venezuelanos do Nossa Janela vai mostrar como cozinhar um prato típico da Venezuela: as arepas! Somado a isso, Carlos e Marifer também vão contar suas experiências com o refúgio e compartilhar um pouco da cultura de seu país de origem.
Os ingredientes necessários para realizar a receita vão ser divulgados na página do Facebook e na conta da Semana Social no Instagram (instagram.com/semanasocial) no dia anterior à live. Local: página da Poli Social no Facebook
Horário: 11h às 12h

► Mesa Redonda - O refúgio e os direitos dos refugiados
A mesa redonda contará com uma discussão sobre a situação dos refugiados em relação ao emprego no país, fator que impacta a integração deles na sociedade, e ao reconhecimento de seus direitos, o qual, muitas vezes, não é efetivo.
Participantes:
- Neli Anjos, coordenadora de projetos do CAMI (Centro de Apoio e Pastoral do Migrante).
- William Laureano, assistente sênior do ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados).
Local: Zoom (link a ser enviado por e-mail aos inscritos)
Horário: 18h às 19h15

Sexta-feira (11/09)► Palestra - Integração dos refugiados e o combate ao preconceito
Apresentação sobre os desafios para a superação dos preconceitos associados ao refúgio e para a integração do refugiado na sociedade brasileira, abordando a perspectiva da ONG Refúgio 343, cuja missão é promover a reinserção socioeconômica de famílias venezuelanas refugiadas no território nacional, por meio do processo de interiorização.
Palestrante:
- Suelen Nina, coordenadora operacional da ONG Refúgio 323.
Local: Zoom (link a ser enviado por e-mail aos inscritos)
Horário: 18h às 19h00

#imigrantes #refugiados #regularizacaomigratoria #direitoshumanos #solidariedade
... Ver maisVeja menos

CAMI irá palestrar em Evento na USPNa próxima semana, a Poli Social, formada por alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), parceira do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante ao longo deste ano, promoverá a IV Semana Social - Refugiados.O evento será realizado entre os dias 8 e 11 de setembro, ocorrerão diversas atividades com o intuito de disseminar informação e gerar conscientização para a sociedade sobre o assunto.O CAMI estará presente em duas mesas, representadas pela congolesa Claudine Shindany da regularização migratória e Neli Anjos, coordenadora de projetos.📌📌É necessário inscrição para todos os eventos no link abaixo:
https://www.sympla.com.br/semana-social---refugiados__928308  📌📌Página do Evento
https://www.facebook.com/events/s/iv-semana-social-refugiados/336527287377396/?ti=as-----------------------------------------------------------Veja a ProgramaçãoTerça-feira (08/09)
► Mesa Redonda - Histórias de refúgio
Nesse dia, conheceremos quatro trajetórias diferentes de refugiados que residem no Brasil, bem como discutiremos o cenário atual de deslocamentos forçados, latentes em inúmeros países.Participantes:
- Claudine Shindany, refugiada, oriunda da República Democrática do Congo, jornalista e profissional que atua no CAMI (Centro de Apoio e Pastoral do Migrante).
- Abdulbaset Jarour, refugiado sírio palestrante, produtor de projetos sociais e ativista da causa migratória e dos direitos humanos.
- Yoleida Salinas, refugiada venezuelana interiorizada para Belo Horizonte, e sua acolhedora, da ONG Refúgio 343, Lilian Bernardes.
Local: Zoom (link a ser enviado por e-mail aos inscritos)
Horário: 18h às 19h30Quarta-feira (09/09)
► Workshop - Caligrafia Árabe
Nesse Workshop, aprenderemos alguns elementos básicos da língua árabe através da cultura e de uma metodologia moderna de ensino com o professor Mohamad Alsaheb, que veio de Damasco, Síria, para São Paulo em 2015 e faz parte do Centro da Língua Árabe.
Local: Zoom (link a ser enviado por e-mail aos inscritos)
Horário: 17h às 18h30
*Possui vagas limitadas.Quinta-feira (10/09)
► Live - Receita de arepas venezuelanas
Durante a transmissão ao vivo, o casal de cozinheiros venezuelanos do Nossa Janela vai mostrar como cozinhar um prato típico da Venezuela: as arepas! Somado a isso, Carlos e Marifer também vão contar suas experiências com o refúgio e compartilhar um pouco da cultura de seu país de origem.
Os ingredientes necessários para realizar a receita vão ser divulgados na página do Facebook e na conta da Semana Social no Instagram (instagram.com/semanasocial) no dia anterior à live. Local: página da Poli Social no Facebook
Horário: 11h às 12h► Mesa Redonda - O refúgio e os direitos dos refugiados
A mesa redonda contará com uma discussão sobre a situação dos refugiados em relação ao emprego no país, fator que impacta a integração deles na sociedade, e ao reconhecimento de seus direitos, o qual, muitas vezes, não é efetivo.
Participantes:
- Neli Anjos, coordenadora de projetos do CAMI (Centro de Apoio e Pastoral do Migrante).
- William Laureano, assistente sênior do ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados).
Local: Zoom (link a ser enviado por e-mail aos inscritos)
Horário: 18h às 19h15Sexta-feira (11/09)► Palestra - Integração dos refugiados e o combate ao preconceito
Apresentação sobre os desafios para a superação dos preconceitos associados ao refúgio e para a integração do refugiado na sociedade brasileira, abordando a perspectiva da ONG Refúgio 343, cuja missão é promover a reinserção socioeconômica de famílias venezuelanas refugiadas no território nacional, por meio do processo de interiorização.
Palestrante:
- Suelen Nina, coordenadora operacional da ONG Refúgio 323.
Local: Zoom (link a ser enviado por e-mail aos inscritos)
Horário: 18h às 19h00#imigrantes #refugiados #regularizacaomigratoria #direitoshumanos #solidariedade

 

Comente no Facebook

Super ansiosa para esse evento!!

Sou Fã de vocês

Muito obrigado

CAMI realizou mutirão para a regularização migratória

Nos últimos dias foi realizado no CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante mais um mutirão para a regularização migratória, no qual compareceram pessoas de diversas nacionalidades que foram convocadas e atendidas de acordo com o horário estabelecido pelo setor responsável.

O objetivo era de orientar sobre os diversos procedimentos para obtenção e renovação da documentação no Brasil exigidos pela autoridade competente, considerando que desde o último dia 30 de julho, há novos procedimentos de agendamentos por parte da Polícia Federal.

"Organizarmos um mutirão para as orientações à regularização migratória é importante, pois há muitas dúvidas das diversas comunidades de imigrantes e pessoas em situação de refúgio, principalmente agora com os novos procedimentos por parte da autoridade responsável, com destaque aos agendamentos", aponta a peruana Isabel Torres do CAMI.

#imigrantes #refugiados #direitoshumanos #regularizacaomigratoria
... Ver maisVeja menos

 

Comente no Facebook

Buenas noches siguen agendando para hacer Los papeles de migração Asta cuando será por favor

Preciso fazer auxilio emergêncial , vs ajudm

Vcs não avisam via whatsapp?

Parabéns

Como puedo aagendar com ustedes nesecito renovar mi documento...grasias

+ Ver mais comentários

O CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante participa da Rede de Promoção do Trabalho Decente junto ao CDHIC - Centro de Direitos Humanos e Cidadania do Imigrante, Serviço Franciscano de Solidariedade - Sefras e o Repórter Brasil.

Saiba mais sobre a atuação do Repórter Brasil: @reporterbrasil

A pandemia aumentou a exposição de grupos vulneráveis a violações de direitos, como é o caso de muitos imigrantes no município de São Paulo. Com isso, a disseminação de informações verdadeiras e acessíveis tornou-se ainda mais necessária, não somente para essas comunidades, mas também para os profissionais do serviço público que atuam junto a elas, como educadores e profissionais da Assistência Social.

Assim, o Repórter Brasil, por meio de seu programa Escravo, nem pensar! (@escravonempensar), lançou a campanha #ENPcontraocorona, na qual foram produzidos materiais informativos sobre os riscos da covid-19, canais de denúncias de violações de direitos e acesso a serviços e programas sociais. Os conteúdos, traduzidos para quatro línguas, fortaleceram a atuação dos servidores públicos no atendimento a imigrantes na capital paulista. Saiba mais no depoimento de Sheila Monjardim, coordenadora do Cras Mooca.

Mais sobre a Rede: bit.ly/redetrabalhodecente

#rededepromoçãodotrabalhodecente #LaudesFoundation
... Ver maisVeja menos

A Ouvidoria-Geral da Defensoria Pública de SP e o Conselho Municipal de Imigrantes (CMI) da Cidade de São Paulo, no qual o CAMI atua como membro titular junto de outras instituições, organizam hoje (02/09) às 17h o Encontro Informativo com o Setor de Migrações da Polícia Federal.

A peruana Isabel Torres, membra do CMI e integrante da equipe da regularização migratória do CAMI estará presente na live junto dos demais participantes, com apontamentos sobre os processos de documentação dos imigrantes.

Acompanhe o evento que será transmitido no facebook da Ouvidoria GERAL da Defensoria Pública do Estado de São Paulo.

www.facebook.com/OuvidoriaGeralDPESP/videos/348934669610128/
... Ver maisVeja menos

A Ouvidoria-Geral da Defensoria Pública de SP e o Conselho Municipal de Imigrantes (CMI) da Cidade de São Paulo, no qual o CAMI atua como membro titular junto de outras instituições, organizam hoje (02/09) às 17h o Encontro Informativo com o Setor de Migrações da Polícia Federal.

A peruana Isabel Torres, membra do CMI e integrante da equipe da regularização migratória do CAMI estará presente na live junto dos demais participantes, com apontamentos sobre os processos de documentação dos imigrantes.

Acompanhe o evento que será transmitido no facebook da Ouvidoria GERAL da Defensoria Pública do Estado de São Paulo.

www.facebook.com/OuvidoriaGeralDPESP/

#imigrantes #refugiados #regularizaçãomigratóra
... Ver maisVeja menos

A Ouvidoria-Geral da Defensoria Pública de SP e o Conselho Municipal de Imigrantes (CMI) da Cidade de São Paulo, no qual o CAMI atua como membro titular junto de outras instituições, organizam hoje (02/09) às 17h o Encontro Informativo com o Setor de Migrações da Polícia Federal.A peruana Isabel Torres, membra do CMI e integrante da equipe da regularização migratória do CAMI estará presente na live junto dos demais participantes, com apontamentos sobre os processos de documentação dos imigrantes.Acompanhe o evento que será transmitido no facebook da Ouvidoria GERAL da Defensoria Pública do Estado de São Paulo.https://www.facebook.com/OuvidoriaGeralDPESP/#imigrantes #refugiados #regularizaçãomigratóra

A equipe do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante segue atuando nos últimos dias nas doações de cestas básicas e kits de limpeza e higiene, entregues para imigrantes e refugiados por conta das dificuldades econômicas causadas pelo contexto da pandemia do novo coronavírus. As cestas básicas são doadas ao público que contatou a instituição pelos telefones oficiais e após análise realizada pela equipe da assistência social, é agendado um dia e horário para a retirada na sede da instituição.

Nestes meses, redes de apoio foram criadas e a instituição atendeu pessoas de diversas nacionalidades. As doações são provenientes do importante apoio do Poder Público Municipal, setor privado, instituições religiosas e ações individuais.

#imigrantes #refugiados #direitoshumanos #solidarieidade
... Ver maisVeja menos

O CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante participa da Rede de Promoção do Trabalho Decente junto do CDHIC - Centro de Direitos Humanos e Cidadania do Imigrante, Serviço Franciscano de Solidariedade - Sefras e o Repórter Brasil.

Conheça hoje o Repórter Brasil: @reporterbrasil

Fundada em 2001, a Repórter Brasil nasce com o objetivo de fomentar a reflexão e a ação sobre violações aos direitos fundamentais dos povos e trabalhadores no Brasil. O seu programa educacional Escravo, nem pensar! (@escravonempensar) atua desde 2004 na prevenção do trabalho escravo, promovendo a difusão de conhecimento sobre o tema e o engajamento de comunidades vulneráveis.

Na Rede de Promoção do Trabalho Decente, a organização é responsável pela sensibilização e capacitação de profissionais das redes públicas da Educação e da Assistência Social do município de São Paulo a respeito dos direitos dos imigrantes da capital paulista, bem como dos riscos do trabalho escravo e de outras violações a que essa população pode estar exposta. Seu objetivo é ampliar e aprimorar o atendimento a essas comunidades em serviços básicos, como em escolas e unidades socioassistenciais, prevenindo que estejam suscetíveis a violações de direitos.

Mais sobre a Rede: bit.ly/redetrabalhodecente

#rededepromoçãodotrabalhodecente #laudesfoundation
... Ver maisVeja menos

 

Comente no Facebook

Amei muito bom ... É desse jeito !!! Todos juntos !!! 👏👏🏿👏🏻👏🏾

Aniversário do CAMI - 15 anos a serviço dos imigrantes e refugiados

Hoje, dia 30 de agosto, o CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante celebra o seu aniversário🎂❤. Fundado no ano de 2005, mas desde 2013 com sede e personalidade jurídica própria, tem como finalidade atuar diretamente na promoção dos direitos humanos fundamentais, na inserção social e na prevenção às formas de trabalho análogas à de escravo, prevenção ao tráfico de pessoas visando inclusão econômica, social, política e cultural dos imigrantes e refugiados, com o propósito de construir um mundo com justiça social, sustentável, onde a pessoa humana seja colocada em primeiro lugar.

Neste ano de 2020, em especial, por conta dos efeitos econômicos causados por conta da pandemia do novo coronavírus, o CAMI criou ações emergenciais como a constituição de redes de solidariedade junto às comunidades de imigrantes e refugiados para ofertar a distribuição de cestas básicas, kits de higiene e de limpeza, além dos serviços gratuitos oferecidos para as pessoas de diversas nacionalidades como orientações à regularização migratória, assistência social e orientações jurídicas, além do trabalho de base presente em mais de 11 bairros da capital paulista e da Grande São Paulo como Guarulhos e Carapicuíba, realizados pela equipe das visitas às oficinas de costura, rodas de conversa com mulheres imigrantes e os cursos de português e modelagem.

A instituição compõem os seguintes órgãos no âmbito da esfera pública:

- Conselho Municipal de Imigrantes - CMI (Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania)
- Comissão Municipal de Erradicação do Trabalho Escravo - COMTRAE (Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania)
- Comitê Estadual de Migração e Refúgio - CER (Secretaria Estadual da Justiça e Cidadania de São Paulo)
- Comissão Estadual para Erradicação do Trabalho Escravo - COETRAE (Secretaria Estadual da Justiça e Cidadania de São Paulo)

O CAMI agradece o apoio de todos os colaboradores, parceiros, doadores, voluntários, imigrantes e refugiados, que juntos ao longo destes anos atuam e se fortalecem na busca de um mundo mais igualitário.😄❤👏🏿👏🏻💪🏼

*Foto de janeiro de 2020, antes da pandemia do novo coronavirus

#imigrantes #refugiados #direitoshumanos #solidariedade
... Ver maisVeja menos

Aniversário do CAMI - 15 anos a serviço dos imigrantes e refugiadosHoje, dia 30 de agosto, o CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante celebra o seu aniversário🎂❤. Fundado no ano de 2005, mas desde 2013 com sede e personalidade jurídica própria, tem como finalidade atuar diretamente na promoção dos direitos humanos fundamentais, na inserção social e na prevenção às formas de trabalho análogas à de escravo, prevenção ao tráfico de pessoas visando inclusão econômica, social, política e cultural dos imigrantes e refugiados, com o propósito de construir um mundo com justiça social, sustentável, onde a pessoa humana seja colocada em primeiro lugar.Neste ano de 2020, em especial, por conta dos efeitos econômicos causados por conta da pandemia do novo coronavírus, o CAMI criou ações emergenciais como a constituição de redes de solidariedade junto às comunidades de imigrantes e refugiados para ofertar a distribuição de cestas básicas, kits de higiene e de limpeza, além dos serviços gratuitos oferecidos para as pessoas de diversas nacionalidades como orientações à regularização migratória, assistência social e orientações jurídicas, além do trabalho de base presente em mais de 11 bairros da capital paulista e da Grande São Paulo como Guarulhos e Carapicuíba, realizados pela equipe das visitas às oficinas de costura, rodas de conversa com mulheres imigrantes e os cursos de português e modelagem.A instituição compõem os seguintes órgãos no âmbito da esfera pública:- Conselho Municipal de Imigrantes - CMI  (Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania)
- Comissão Municipal de Erradicação do Trabalho Escravo - COMTRAE (Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania)
- Comitê Estadual de Migração e Refúgio - CER (Secretaria Estadual da Justiça e Cidadania de São Paulo)
- Comissão Estadual para Erradicação do Trabalho Escravo - COETRAE (Secretaria Estadual da Justiça e Cidadania de São Paulo)O CAMI agradece o apoio de todos os colaboradores, parceiros, doadores, voluntários, imigrantes e refugiados, que juntos ao longo destes anos atuam e se fortalecem na busca de um mundo mais igualitário.😄❤👏🏿👏🏻💪🏼*Foto de janeiro de 2020, antes da pandemia do novo coronavirus#imigrantes #refugiados #direitoshumanos #solidariedade

 

Comente no Facebook

Abrazos latinos

CAMI O centro de apoio do Imigrante a única ONG que ajuda realmente ao Imigrante e Refuagiado,que todas as benços De deus sejam para os coordenadores e todo o pessoal que trabalha lá todos sao guerreiros maravilhosos,que estao atuando neste tempo dificil para todos Parabens CAMI 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏🤗🤗🤗😍😍😍😍❤❤❤❤❤❤❤❤💐💐💐💐💐💐💐🎂🎂🎂🍷🍷🍷☀️☀️☀️☀️☀️☀️☀️☀️

Parabéns a todos e todas que atuaram e atuam no CAMI, em tempo de Pandemia não pudemos estar juntos comemorando pessoalmente tão nobre jornada! Mas deixo aqui um forte abraço virtual a toda nossa equipe✨✨💐🙋✨é muita honra poder estar no CAMI e ver qtas esperanças, dignidade e alegrias o CAMI já trouxe para tantas pessoas! Que estes benefícios se ampliem cada vez mais! Que a benção de DEUS ilumine vocês! Parabéns 🎉👏🎉🎊🎉💐👏🎈🎉

Parabens CAMI pelo trabalho maravilhoso que fazem pelos imigrantes e refugiados de diferentes paises do mundo,

Parabéns pra todos aí, que Deus abençoe grandemente para ter Cami por o resto da vida, com essa dedicação, carinho, atenção, especialmente pra vc Roque Pattussi, que e a cabeça,corpo e alma, do Cami, parabéns de coração e obrigada por toda ajuda que me deram quando mas precisei, grande beijo a todos

Parabéns a todos por toda a ajuda que recebemos muito obrigada CAMI

Parabéns guerreiros! Continuem seguindo na luz com esse trabalho lindo para a sociedade! Vocês fazem o mundo melhor!😍🙌🏽🙏🏼💫

Parabéns a todos ajudando quem mais precisam

Meus parabéns a todos.

Parabéns a toda a equipe e voluntárias e voluntários.

Parabéns para todos e todas que todo dia dão valor para o próximo. Um forte abraço Roque Pattussi

Meus parabéns muita luz e proteção na caminhada, belissimo trabalho

Parabens ao CAMI E SEU EQUIPE

Gratidão é a palavra que expressa o melhor sentimento por mais um aniversário do CAMI. Saber olhar com calma e sabedoria cada uma das dificuldades e transformá-las em um trampolim para voos mais altos, é para equipes maduras e que sabem qual o motivo que as levou e as mantêm com estas pessoas. Muitos já passaram pelo Cami, tenho certeza que a maioria carrega bons sentimentos e boas lembranças... Todos\as foram escolhidos por alguma força maior, para unidos fortalecer a igualdade de direitos e para romper fronteiras... Por, isso, a cada um\a a gratidão em nome de da coordenação... Obrigado por sonhar juntos por um mundo melhor. Aos nossos usuários de cada um dos serviços oferecidos, obrigado pela confiança. Podem ter certeza que estamos fazendo nosso melhor por todos vocês. Feliz aniversário CAMI. Abraçamos a todos com carinho, dos usuários até o Conselho Diretor.

Parabéns 👏🎉

Parabéns q vcs todos possam juntos poder ajudar muito mais famílias q é assim q mostramos q não é hr de soltar a mão de ninguém tmj

Marcha de los emigrantes, organizanda por el CAMI ¡¡ MUCHAS FELICIDADES !!

Parabéns obrigada por tudo o que voces fazem pela gente Gracias por el apoyo por dar su tiempo y amor a los imigrantes y refugiados son un gran apoyo soy muy agradecida obrigada equipe linda 😍

Felicitaciones a todos los que trabajan ayudando a sus hermanos. Bendiciones

Muitas felicidades para todos os que trabalham e ajudam no CAMI ,um grande abraço, parabéns

Parabéns e muitas felicidades a todos os que trabalham no Cami Cami

Parabéns por seu apoio

+ Ver mais comentários

O CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante foi destaque na Rede TVT e no Brasil de Fato no programa "Seu Jornal" exibido ontem à noite (27/08), que abordou as dificuldades e barreiras para a regularização migratória das pessoas de diversas nacionalidades que necessitam de agendamento na Polícia Federal para obter sua documentação.

O repórter Pedro Stropasolas esteve na sede da instituição e entrevistou a equipe do CAMI representadas pela peruana Isabel Torres e a congolesa Claudine Shindany, ambas da regularização migratória e boliviana Aracely Merida, agente social das rodas de conversa com mulheres imigrantes da instituição.

Desde o dia 30 de julho, a Polícia Federal em São Paulo voltou a agendar atendimentos para imigrantes que ainda não foram regularizados no país. Como o atendimento está demorado, porém, há queixas de que a falta de documentos tem sido uma barreira para o acesso ao auxílio emergencial, que muitos nunca chegaram a receber.

#regularizaçãomigratória #imigrantes #refugiados #direitoshumanos #solidariedade
... Ver maisVeja menos

 

Comente no Facebook

👏🏿👏👏👏🏻👏🏽👏🏾👏👏🏿

 

Comente no Facebook

Gratidão pela lembrança! Orgulho na causa!

🙏🏿🙏🏿🙏🏿🙏🏿

Hoje (27/08) às 11h a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Vereadores, presidida pelo vereador Eduardo Matarazzo Suplicy, realizará a audiência pública sobre a situação dos migrantes na cidade de São Paulo.

A audiência contará com a participação de organizações da sociedade civil, do poder público, da academia e de representantes de coletivos de imigrantes.

Participe e assista pelo site da Câmara (sala virtual) e YouTube da CMSP -

www.youtube.com/user/camarasaopaulo
... Ver maisVeja menos

Hoje (27/08) às 11h a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Vereadores, presidida pelo vereador Eduardo Matarazzo Suplicy, realizará a audiência pública sobre a situação dos migrantes na cidade de São Paulo.A audiência contará com a participação de organizações da sociedade civil, do poder público, da academia e de representantes de coletivos de imigrantes.Participe e assista pelo site da Câmara (sala virtual) e YouTube da CMSP -https://www.youtube.com/user/camarasaopaulo
Visualizar mais
×

Olá! Precisa de ajuda? Em que podemos ajudar?

× Como posso te ajudar?
Share This