VISITAS ÀS OFICINAS

LIVRES COM DIREITOS EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO!

MEMÓRIAS DAS VISITAS ÀS OFICINAS DE COSTURA

Quando começaram?

No início de 2012, o trabalho de base contava com quatro voluntários realizando a preparação do mapeamento do território, do material a ser utilizado nas visitas às oficinas de costura e aos imigrantes que trabalhavam no setor de confecção. O trabalho consistia em fazer um primeiro contato com os imigrantes para dialogar com donos de oficina de costura e seus funcionários sobre conscientização de direitos humanos e deveres como cidadãos no Brasil, além de informar sobre os serviços oferecidos gratuitamente pelo CAMI e incluir os imigrantes no processo de aprendizagem da Língua Portuguesa possibilitando sua comunicação no país.

Quais são os objetivos?

  • Informar aos imigrantes, donos de oficinas de costura e seus colaboradores, sobre os direitos e deveres, bem como sobre a legislação laboral brasileira.
  • Conscientizar os donos de oficinas sobre a importância da regularização do seu empreendimento conforme a legislação brasileira.
  • Orientar sobre o trabalho análogo ao de escravo (visando o trabalho digno).
  • Orientar e agendar uma visita com o Técnico de Segurança do Trabalho.
  • Informar sobre serviços públicos oferecidos para a comunidade.
  • Apresentar os cursos oferecidos gratuitamente pelo CAMI e parceiros.
  • Direcionar os imigrantes para atendimentos jurídico e social.

 

Atualmente, o que fazemos?

Realizamos visitas às oficinas de costura através dos multiplicadores de base, utilizando ferramentas como jornal, questionários, Manual Prático de Oficina de Costura, folder da instituição, entre outros.

Realizamos palestras de informação e formação nas comunidades com imigrantes e eventos de prevenção de acidentes nas oficinas de costura, empoderamento de empreendimentos, conscientização e reflexão sobre trabalho análogo ao de escravo e trabalho infantil.

 

Qual é a função dos agentes sociais e multiplicadores?

Ser um ponto de apoio e referência para a equipe do CAMI e a comunidade, multiplicando informações sobre os serviços oferecidos, visitando as oficinas de costura, organizando as palestras nas comunidades, encaminhando para atendimentos de regularização migratória, assessoria jurídica e social e estabelecendo parcerias com órgãos públicos e privados, tais como igrejas, escolas, UBS, associações comunitárias de imigrantes e refugiados, etc.

FALE COM A ÁREA DE VISITAS ÀS OFICINAS

FOTOS DE VISITAS ÀS OFICINAS

×

Olá! Precisa de ajuda? Em que podemos ajudar?

× Como posso te ajudar?
Share This